quarta-feira, junho 21, 2006

O Drama ds Exames Nacionais



Durante toda a vida de estudante a ninguém passa despercebido a realização por parte dos irmãos mais velhos, primos, amigos (...) dos exames nacionais do ensino secundário, no entanto, pensamos sempre de imediato: "Ainda falta muito!" e respiramos de alívio.
Mas a hora chega, e o papão do secundário chega com ela. Mas afinal como é?
No primeiro exame os nervos são muitos, a expectativa é imensa, o medo é tudo! lol, após o primeiro tudo parece mais fácil e chegamos á conclusão de que os exames não são nada que não se possa fazer com sucesso e que os professores dramatizão e assustão demais!
Bem... Boa sorte para os exames que ainda vos faltam fazer, a mim, ainda faltam dois mas: VENHAM ELES! LOl!
Beijinhosss e CALMA!

terça-feira, junho 06, 2006

Coelhada!

Ola!
Já tenho mais um coelhinho lindo com quase um mês! Quando o Sol (é este o nome dele) chegou, a Flor (a coelhinha preta da foto) não achou muita graça e não se deram bem. No entanto, após uma noite em gaiolas separadas frente-a-frente, já foi possivel coloca-los na mesma. Isto sucede porque os coelhinhos são animais que demarcam muito o seu território e, por isso, sentem-se invadidos quando se coloca na sua gaiola outro coelho, que nao conhecem. Por isso mesmo, aconcelho que se quiserem juntar um coelho novo com outro que já têm, o melhor será ou fazerem como eu fiz - coloca-los em gaiolas separadas frente-a-frente - mas, caso não tenham mais gaiolas disponiveis, junta-lo, soltos, em alguem lugar da casa que o coelho mais antigo nunca tenha frenquentado e, por isso, nao conheça e se sinta em lugar neutro.
Assim, nao deixem de adoptar outro coelho pelo facto de já terem um. Eles são lindos, sociaveis, fantasticos amigos e MUITO brincalhões! :D

Beijos

segunda-feira, maio 22, 2006

Camiões Originais!





Provavelmente já conhecem estes camiões super-originais! Foi-me enviado por e-mail.

Ganda pinta, hã?!

segunda-feira, maio 15, 2006

Para Pensar...


Para pensar…

Se a população da Terra fosse reduzida à dimensão de uma pequena cidade de 100 pessoas, poderia observar-se a seguinte distribuição:

57 Asiáticos
21 Europeus
14 Americanos (norte e sul)
8 Africanos
52 Mulheres
48 Homens
70 Pessoas de cor
30 Caucasianos
89 Heterossexuais
11 Homossexuais
6(!) Pessoas (apenas)seriam donas de 59% de toda a riqueza e todos eles residiriam nos EUA 30 Pessoas viveriam em más condições
50 Passariam fome
70 Não teriam recebido qualquer instrução escolar
1 Morreria
2 Nasceriam
1 (apenas) Teria instrução escolar superior
1 Teria um computador.
Quando olhas para o mundo nesta perspectiva, consegues perceber a real necessidade de solidariedade, compreensão e educação?
Pensa também no seguinte:
Esta manhã, se acordaste de saúde, então és mais feliz do que 1 milhão de pessoas que não vão sobreviver até ao final da próxima semana. Se nunca sofreste os efeitos da guerra, a solidão de uma cela, a agonia da tortura, ou fome, então és mais feliz do que outras 500 milhões de pessoas do mundo. Se podes entrar numa igreja (ou mesquita) sem medo de ser preso ou morto, és mais feliz do que outras 3 milhões de pessoas do mundo. Se tens comida no frigorífico, tens sapatos e roupa, tens uma cama e tecto, és mais rico do que 75% das outras pessoas do mundo. Se tens uma conta bancária, dinheiro na carteira e algumas moedas num mealheiro, pertences ao pequeno grupo de 8% de pessoas do mundo que estão bem na vida. E, se estás a ler esta mensagem, és triplamente abençoado, pois:
1. Alguém acabou de lembrar-se de ti.
2. Não fazes parte do grupo de 200 milhões de pessoas que não sabe ler.
3. E... tens um computador!

Tal como alguém uma vez disse: "Trabalha como se não precisasses do dinheiro, Ama como se nunca tivesses sido magoado, Dança como se ninguém estivesse a ver-te, Canta como se ninguém te estivesse a ouvir
Vive como se a terra fosse... o Paraíso."

Por fim, se gostas deste e-mail, envia-o às pessoas que consideras amigas. Se não enviares, nada de mal acontece mas, se enviares, farás alguém pensar... e também sorrir!

domingo, maio 14, 2006

Fernando Pessoa - Um génio da poesia


Uma breve biografia

Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de Junho de 1888 — Lisboa, 30 de Novembro de 1935), conhecido como somente Fernando Pessoa, foi um poeta e escritor português. É considerado, com Camões, um dos maiores poetas de língua portuguesa. O crítico literário estadunidense Harold Bloom considerou-o, no seu livro The Western Canon ("O Cânone Ocidental"), o mais representativo poeta do século XX, ao lado de Pablo Neruda. Pessoa dedicou-se à arte, desfazendo-se em várias outras personalidades, conhecidos como heterônimos, sendo que o primeiro foi criado quando tinha apenas seis anos de idade. Por ter vivido a maior parte de sua juventude na África do Sul, o inglês também possui destaque em sua vida, com Pessoa traduzindo, escrevendo, trabalhando e estudando no idioma. Morre com problemas hepáticos aos 47 anos, tendo sua última frase escrita na língua inglesa. (biografia retirada de: Wikipédia)


Um "cheirinho" da sua obra

Autopsicografia
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Nao as duas que ele teve,
Mas só as que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Liberdade
Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não o fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
O sol doira
Sem literatura.
O rio corre, bem ou mal,
Sem edição original.
E a brisa, essa,
De tão naturalmente matinal,
Como tem tempo não tem pressa...

Livros são papéis pinados com tinta.
Estudar é uma coisa que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quando é melhor, quando há bruma,
Esperar por D.Sebastião,
Quer venha ou não!

Grande é a poesia, a bondade e as dançças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol, que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

O mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças
Nem consta que tivesse biblioteca...


A minha opinião

Como penso que dá para entender, gosto imenso de Fernando Pessoa e de todos os seus heterónimos. Destes, gosto particularmente de Alberto Caeiro, o poeta das sensações, e de Álvaro de Campo, devido à sua vertente estérica e exagerada.
Em suma, aconselho os alunos que terão de estudar a obra deste autor, a não irem para as aulas com ideias pre-concebidas (muitas delas falsas) acerca da poesia.





sábado, maio 13, 2006

O Boxer


Ola!

Para começar este blog em beleza, vou começar por vos dar a conhecer um pouco melhor a raça Boxer. Muita gente associa esta raça a uma raça perigosa, não sei muito bem com que fundamentos, mas talves seja pela aparencia do focinho do cão... Na verdade, e digo-vos que eu não sou propriamente a pessoa do mundo que se sente mais á vontade perante um cão, esta raça é o que há de melhor para ter em apartamento e de preferença com crianças, visto que são super meigos, soseegados, mas super brincalhões e, quando é necessário, muito protetores.
Outra coisa que se custuma ouvir dizer acerca do boxer, é que é uma raça que detesta gato e outro animais. No entanto, e como podem ver na foto, eu tenho um coelhinho ainda bebé e já tive outros dois maiores, e o Mitch (é este o nome do meu boxer) trata-os com bastante serenidade, penso mesmo que até lhes "acha graça" ! lol!
Bem, deixo aqui agora doze boas razões para ter um boxer (fonte: http://www.boxerclubportugal.com/ ) :
  • Um cão lindo, inteligente e muito corajoso;
  • Um atleta potente e elegante: um desportista nato;
  • Nobre, fiel e muito leal;
  • Psicologicamente muito equilibrado e com bom carácter
  • Muito alegre e por natureza brincalhão;
  • Excepcional no convívio com crianças;
  • Óptimo cão de guarda;
  • Só ladra quando estritamente necessário
  • Um cão limpo e de fácil manutenção;
  • Baixo custo na sua alimentação;
  • Fácil convivência em apartamento;
  • Um inseparável amigo para sempre;

No entanto, e apesar de adorar esta raça, é lógico que adoro muitas outras que têm, tal como o boxer, muitas qualidades! No fundo, o importante é trata-los bem independentemente da raça (ou da falta dela) e seremos sempre recompensados porque o cão é um animal extremamente grato e fiel a quem o trata bem!

Alguns sites que recomendo sobre a raça:

http://boxer.esoterica.pt/ (o Mitch está neste site! :D )

http://www.boxerclubportugal.com/

http://arcadenoe.clix.pt/race.php3?race=11

Beijinhos a todos!